Comparação de laptops portáteis: uma visão geral


O Legion Go foi anunciado recentemente pela Lenovo como um novo competidor no mercado de PCs portáteis e deve disputar espaço no mercado com o Steam Deck, da Valve, e o ROG Ally, da Asus. Vale lembrar que esses consoles funcionam para jogar os mesmos títulos disponíveis para computadores, seja via Steam, Xbox Game Pass e outras plataformas, a depender do dispositivo. Com esse mercado aquecido, o TechTudo preparou um comparativo entre os três principais produtos do setor para você entender as vantagens e desvantagens de cada um.

Vale ressaltar o ROG Ally já está disponível para comprar oficialmente no Brasil, enquanto o Steam Deck pode ser encontrado no e-commerce nacional via importação. Já o Lenovo Legion Go ainda não tem data para chegar por aqui e tem lançamento previsto para outubro nos Estados Unidos.

? ROG Ally vale a pena? Console portátil tem poderio (e preço) de PC gamer
? Canal do TechTudo no WhatsApp: acompanhe as principais notícias, tutoriais e reviews

O Legion Go da Lenovo é o novo PC portátil que poderá disputar o mercado com o ROG Ally da ASUS e o Steam Deck da Valve — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro
O Legion Go da Lenovo é o novo PC portátil que poderá disputar o mercado com o ROG Ally da ASUS e o Steam Deck da Valve — Foto: Reprodução/Rafael Monteiro

As especificações do Legion Go e ROG Ally são um pouco parecidas, com vantagem para o novo dispositivo da Lenovo. Ambos estão na mesma faixa de preço, enquanto o Steam Deck é mais barato e tem especificações mais modestas por já estar no mercado há mais de dois anos e meio. É importante também comentar que tanto o Legion Go quanto o ROG Ally rodam o sistema operacional Windows 11, enquanto o Steam Deck funciona com o SteamOS, baseado em Linux. Por conta disso, o Legion Go e o ROG Ally também podem ser usados basicamente como PCs se o usuário quiser, enquanto o Steam Deck fica mais focado em rodar jogos do Steam.

O processador presente tanto no Legion Go quanto no ROG Ally é o AMD Ryzen Z1 Extreme, de estrutura Zen 4 e unidade gráfica (APU) RNDA 3, a versão mais nova da tecnologia da AMD com gráficos integrados. O Steam Deck utiliza um processador AMD personalizado codinome “Aerith” com estrutura Zen 2 e unidade gráfica RDNA 2.

Apesar de o AMD Ryzen Z1 ser mais potente, não é como se os modelos Zen 2 com RDNA 2 fossem fracos, já que eles são os processadores utilizados no PlayStation 5 (PS5), Xbox Series X e Xbox Series S, o que garante que todos os jogos equivalentes à atual geração deveram funcionar bem. Os três aparelhos possuem 16 GB de memória RAM, porém com potência diferente.

Legion Go x ROG Ally x Steam Deck – Especificações

Legion Go ROG Ally Steam Deck
Processador: AMD Ryzen Z1 Extreme AMD Ryzen Z1 Extreme AMD Zen 2 personalizado “Aerith”
Memória RAM: 16 GB LPDDR5X a 7500 Mhz 16 GB LPDDR5 a 6400 Mhz 16 GB LPDDR5 a 5500 Mhz
Chip gráfico: RDNA 3 RDNA 3 RDNA 2

Um dos pontos que chama atenção no Legion Go é sua tela maior de 8,8″, enquanto ROG Ally e Steam Deck trazem telas de 7 polegadas. No entanto, isso também reflete em um portátil maior e mais pesado no geral. A tela do Legion Go consegue alcançar resolução de até 1600p a uma taxa de atualização de 144 Hz, contra 1080p a 120 Hz do ROG Ally e 800p e 60 Hz no Steam Deck. A resolução e taxa de atualização maiores garantem visuais mais bonitos e ação mais fluída, mas em um portátil às vezes isso fará menos diferença pois há menos potência disponível e o gasto de bateria é uma preocupação.

Check new:   Elon Musk's Video Game Play Streamed on X Platform

O ROG Ally tem a melhor proporção entre potência e tamanho, mais potente que o Steam Deck e menor que o Legion Go — Foto: Mariana Saguias/TechTudo
O ROG Ally tem a melhor proporção entre potência e tamanho, mais potente que o Steam Deck e menor que o Legion Go — Foto: Mariana Saguias/TechTudo

Os três oferecem tela de toque para navegação e jogar com intensidade de iluminação de 500 Nits no Legion Go e ROG Ally e 400 Nits no Steam Deck. Uma curiosidade é que tanto o Legion Go quanto o Steam Deck usam proporção 16:10, ou seja, em jogos sem suporte, parte da tela pode ficar com barras pretas, enquanto o ROG Ally utiliza o padrão mais popular de 16:9.

Em termos de tamanho o Legion Go é o maior dos três, com dimensões de 299 x 131 x 41 mm e peso de 854 gramas (com os controles conectados). Sem os controles, ele tem dimensões de 210 x 131 x 20 mm e pesa 640 g. O Steam Deck é o segundo maior e mais pesado, com 298 x 117 x 50,5 mm e 669 g. Já o ROG Ally oferece o melhor equilíbrio entre potência, tamanho e peso com 280 x 113 x 39 mm e 608 gramas.

Legion Go x ROG Ally x Steam Deck – Tela, tamanho e peso

Legion Go c/ joysticks ROG Ally Steam Deck
Tela: 8,8″ (1600p a 144 Hz, 16:10) 7″ (1080p a 120 Hz, 16:9) 7″ (800p a 60 Hz, 16:10)
Dimensões: 299 x 131 x 41mm 280 x 113 x 39 mm 298 x 117 x 50,5 mm
Peso: 854 gramas 608 gramas 669 gramas

Steam Deck e ROG Ally oferecem uma experiência semelhante, com dois analógicos, botões de face e de ombro, algo que o Legion Go também oferece. No entanto, o portátil da Lenovo vai muito além e supera com folga os concorrentes. A começar pelos joysticks destacáveis TrueStrike, que podem ser removidos da lateral do aparelho, semelhante aos controles Joy-Con do Nintendo Switch. O joystick direito conta com um dispositivo óptico para funcionar como uma espécie de mouse vertical, com tecnologia que a fabricante chamada de “Modo FPS”.

Os joysticks Legion TrueStrike do Legion Go deixam o PC portátil da Lenovo muito a frente de seus concorrentes em matéria de controles — Foto: Reprodução/Lenovo
Os joysticks Legion TrueStrike do Legion Go deixam o PC portátil da Lenovo muito a frente de seus concorrentes em matéria de controles — Foto: Reprodução/Lenovo

Os analógicos do Legion Go utilizam tecnologia Hall Effect, que funciona com base em magnetismo e não causa o desgaste que gera Drift, efeito indesejado em que os controles podem pressionar em uma direção por conta própria, muito comum no Nintendo Switch. O ROG Ally e o Steam Deck não utilizam essa tecnologia, mas estão disponíveis kits terceirizados Hall Effect para instalar neles. Por serem kits não oficiais o usuário precisa abrir o dispositivo para realizar a troca ou contratar o serviço de um profissional para fazê-lo.

Uma pequena vantagem que tanto Legion Go quantonSteam Deck possuem sobre o ROG Ally é o Trackpad, um painel de toque que é bastante útil para jogar games que normalmente utilizam o mouse. O Steam Deck possui dois deles, enquanto o Legion Go conta apenas com um. O portátil da Lenovo tem também uma roda de mouse, uma função bastante útil que não está presente nos outros dispositivos, assim como 10 botões mapeáveis de ombro, que podem ser úteis também para acessibilidade.

Check new:   Guide to Finding Easter Eggs in Marvel's Spider-Man 2 for PS5

O Steam Deck conta em um de seus modelos com apenas 64 GB de armazenamento, não recomendado para instalar jogos de PC que costumam ser grandes — Foto: Reprodução/Valve
O Steam Deck conta em um de seus modelos com apenas 64 GB de armazenamento, não recomendado para instalar jogos de PC que costumam ser grandes — Foto: Reprodução/Valve

Os três dispositivos possuem diferentes opções de compra em questão de armazenamento. O Legion Go será vendido em versões com 256 GB, 512 GB e 1 TB. O ROG Ally inicialmente está sendo vendido com 512 GB e deve ter uma versão mais barata, com 256 GB e um processador AMD Ryzen Z1 menos potente, mas que ainda não está disponível no momento. O Steam Deck é o único que oferece uma opção mais barata, com apenas 64 GB, além das versões de 256 GB e 512 GB, todas já à venda.

Além disso, Legion Go e ROG Ally podem ter seus armazenamentos SSD internos expandidos para até 2 TB. O Steam Deck não oferece essa opção, portanto, usuários devem pensar bem antes de comprar o modelo de 64 GB, já que não há muito espaço para jogos. Em compensação, todos os dispositivos contam com slots para microSD e suporte para até 2 TB de espaço extra.

Um ponto em que os PCs portáteis não são muito bons atualmente é na duração de sua bateria. Para o Legion Go a Lenovo anunciou uma bateria de 49,2 Wh (watts por hora), um pouco maior que as baterias do ROG Ally e Steam Deck, de 40 Wh. A duração da bateria nestes portáteis está diretamente relacionada à potência que é usada para rodar os jogos. Um game em alta resolução pode drená-la em 2 horas ou menos, enquanto um jogo pequeno e visualmente simples demanda pouco processamento e pode levar a bateria para até 8 horas.

A bateria dos PCs portáteis como o ROG Ally dura bastante com jogos simples, mas pode durar menos de duas horas com um game mais pesado — Foto: Mariana Saguias/TechTudo
A bateria dos PCs portáteis como o ROG Ally dura bastante com jogos simples, mas pode durar menos de duas horas com um game mais pesado — Foto: Mariana Saguias/TechTudo

Em geral, a duração em jogos que exigem um processamento mediano é de 3 a 5 horas. O Steam Deck fica mais próximo das 3 horas, enquanto o ROG Ally pode chegar às 5h de uso contínuo nessas condições. O Legion Go também deve se encaixar na mesma performance do portátil da Asus, porém, serão necessários testes para determinar se este é mesmo o caso. Apesar de ter uma bateria maior, o Legion Go traz também mais potência, o que exige maior consumo.

Devido ao uso do sistema Windows 11 o Legion Go partilha da mesma grande vantagem que o ROG Ally tem sobre o Steam Deck. O sistema da Microsoft é o mais popular e que recebe maior suporte em matéria de games. O Steam Deck, no entanto, utiliza um sistema próprio SteamOS baseado em Linux, o que significa que ele não é compatível com todos os jogos disponíveis no Steam. Além disso, por serem basicamente PCs portáteis, o Legion Go e o ROG Ally podem acessar também outras lojas, como Epic Games Store, GOG (GOG Galaxy), entre outras, assim como títulos do Xbox Game Pass.

O ROG Ally pode rodar praticamente qualquer jogo de PC por seu sistema Windows 11 e agora o Legion Go também partilhará desta vantegem — Foto: Reprodução/ASUS
O ROG Ally pode rodar praticamente qualquer jogo de PC por seu sistema Windows 11 e agora o Legion Go também partilhará desta vantegem — Foto: Reprodução/ASUS

O serviço de jogos por assinatura da Microsoft é também uma ótima pedida para estes dispositivos. Todos eles têm acesso aos games do Xbox Game Pass para PC, porém a maior vantagem é o serviço de jogos na nuvem Xbox Cloud Gaming. Nesse ponto o Steam Deck tem uma grande desvantagem por rodar um sistema baseado em Linux e não ser nativamente compatível com o serviço, exigindo que o usuário busque formas alternativas de fazê-lo funcionar. Já o ROG Ally e o Legion Go, por contarem com Windows 11, são compatíveis com o Xbox Cloud Gaming já ao sair da caixa – e, inclusive, acompanham 3 meses de assinatura do serviço da Microsoft como bônus.

Check new:   Early Black Friday deals for Xbox Series X and what to anticipate this year

O Legion Go e o ROG Ally são completamente compatíveis com o Xbox Cloud Gaming do Xbox Game Pass Ultimate, enquanto o Steam Deck utiliza métodos alternativos — Foto: Reprodução/Lenovo
O Legion Go e o ROG Ally são completamente compatíveis com o Xbox Cloud Gaming do Xbox Game Pass Ultimate, enquanto o Steam Deck utiliza métodos alternativos — Foto: Reprodução/Lenovo

Apesar de o Steam Deck ter configurações mais modestas, é no preço que o portátil da Valve tem maior vantagem sobre seus competidores. Ele é vendido a partir de US$ 399 (por volta de R$ 1.967 sem impostos) no modelo com 64 GB. O modelo de 256 GB custa US$ 529 (R$ 2.608) e o de 512 GB sai por US$ 649 (R$ 3.200). O Steam Deck pode ser encontrado no Brasil em lojas como a Amazon por valores que oscilam entre R$ 3.249 e R$ 3.449.

O Steam Deck continua sendo o vencedor em matéria de preço ao oferecer uma experiência acessível de PC portátil — Foto: Reprodução/Valve
O Steam Deck continua sendo o vencedor em matéria de preço ao oferecer uma experiência acessível de PC portátil — Foto: Reprodução/Valve

O ROG Ally nos Estados Unidos custa US$ 699 (em torno de R$ 3.446, sem considerar impostos) em seu modelo de 512 GB e no Brasil é vendido por R$ 6.999 (ou R$ 6.299 à vista) pela loja da Asus. O modelo de 256 GB por US$ 599 (R$ 2.953) está previsto ainda para esse ano, mas não tem uma data definida. Já o Legion Go chega em outubro por US$ 699 (R$ 3.446) e, por enquanto, não há informações sobre um possível lançamento para o Brasil.

O Legion Go tem tudo para competir de igual para igual contra o ROG Ally, com uma potência e faixa de preço semelhantes, porém com grande vantagens no gameplay graças a seus joysticks destacáveis, analógicos Hall Effect e o “Modo FPS”. Apesar de ambos serem ótimos aparelhos capazes de rodar jogos atuais com boa performance, seu preços altos continuam sendo uma barreira considerável, especialmente no Brasil.

O Steam Deck, mesmo não oferecendo tanta potência quanto seus rivais, consegue trazer um preço mais acessível e estabilidade no mercado graças ao apoio da fabricante Valve, dona da loja digital Steam. As vantagens do Legion Go e do ROG Ally são tentadoras, mas custam o dobro do preço do modelo básico do portátil da Valve.

Com informações de Lenovo, Asus (1, 2 e 3), Steam, Polygon, XDA (1 e 2), The Verge, PC Gamer

Source